domingo, 1 de abril de 2007

atenção: apenas o presente é real

A little bit late, but so happy I`m back. (re)começo falando da noite de abertura da programação de 2007 de Fronteiras do Pensamento. Tive o prazer de assistir a conferência de Luc Ferry, ex- ministro da Educação na França.
Já comentei com a Sandy e com a Paula nessas idas e vindas na estrada da vida sobre pontos importantes que foram apresentados e que me fizeram pensar ainda mais na possibilidade de proximidade, mesmo com todas as ressalvas, entre conceitos filosóficos e obscuridades mais esotéricas/mistícas.
Luc Ferry começou a palestra explicando o que é Filosofia. Assunto complexo que poderia ser resumido na seguinte mensagem “ajudar os seres humanos a ultrapassar os seus medos”. Conforme relatou “espírito crítico, reflexão e argumentação” palavras-chaves utilizadas para se explicar o porquê da disciplina Filosofia instituída na educação na França, não são suficientes, pois “todos têm o hábito de refletir”, porém nem todos os que refletem são filósofos, por essa razão o objetivo da filosofia seria bem mais amplo e profundo.
Para tratar desta questão Ferry fez uma longa, porém entusiasmante, exposição das origens da Filosofia. Em tom didático falou sobre o Estoicismo e das suas influências fundamentais no que pode ser definido como Filosofia, “doutrina da salvação sem deus”. Ferry dissertou sobre conceitos que consistem na base filosófica para a compreensão daquilo que acredita poder levar o homem a acreditar em si e realmente viver o tempo presente, ou seja, a eternidade. O recado final do filósofo foi de que se há amor, lei e cultura é possível alcançar a plenitude da “vida boa”, e isso seria Filosofia. Fácil, não?? of course not, mas temos que tentar... see you soon, Paula J.

5 comentários:

Sandra disse...

Que bom que voltaste! Agora, vamos ter boletins semanais do Fronteiras do Pensamento no Tekhné. E sobre o conteúdo, já dizia John Lennon, "All you need is love!". Bjs,

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

ahahha como vcs estão utópicas... desculpe sandra mas não creio muito nessas palavras do Lennon, são bonitinhas mas nada práticas...rs

Adriana Amaral (Lady A.) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sandra disse...

Ai, Adri, eu só as coloquei aí porque acho que é na prática que a coisa pega de verdade. Uma pessoa amada desde sempre, vai saber amar bem, por inteiro, vai saber querer o que é bom, lutar pelo que acredita, essas coisas. Vai ter um amor-próprio que vai fazê-la bancar todos os sonhos. É claro, dentro de uma medida de realidade, de civilização. Mas, cá entre nós, a margem de manobra (parece o Wolton)é enorme. Bjs, Sandra

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

hahah ah tá agora entendi o que tu quiseste dizer e concordo... bjo