quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Steven Johnson no Roda Viva

Por indicação da Glitter, assim como a Adri, eu assisti a entrevista do Steven Johnson na última segunda-feira no Roda Viva (na verdade, devo ter visto só a última parte). Concordo com A Adri de que ele é um cara muito simpático e midiático, no sentido de simplificar bem sua obra na TV. Mas que as perguntas não ajudaram, isso foi verdade. E ele pareceu tentar salvar perguntas desastradas.

# Gostei da ênfase que ele deu para a forma como ele pensa: fazendo conexões entre campos do conhecimento esparsos e, mais recentemente, pesquisando sobre o que não deu certo, já que sempre se busca o contrário e os erros ensinam muito. Isso me parece ótimo.

# É meio chato mas ele parece ter deixado a web para trás mesmo. Foi até um pouco arrogante dizendo "que outras pessoas podem se ocupar disso hoje", que "não precisa mais ser ele". Foi legal quando ele disse que estudar a web é importante, mas não para entender como se manda um e-mail, mas para relacionar o tema com outras questões de fundo. O Rüdiger se orgulharia disso. A gente sabe que tem bastante por aí desse primeiro tipo de pesquisa.

O que eu mais gosto dele é a forma como ele pensa. Porém, será que ele transita com segurança mesmo entre esses vários outros campos? Eu sempre acho quem tenta abraçar o mundo sempre escorrega em algum ponto. Eu não tenho como avaliar o desempenho dele em neurociências ou em saúde pública. Por outro lado, nunca ouvi quem o desabonasse quanto a isso. S*

Um comentário:

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

pois é Sandra, eu fiquei me perguntando isso... bjos depois falamos mais