terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Michel Houllebecq em POA + nota de repúdio


Depois da Edição dos 100 Filmes Essenciais (Ago/07), a Bravo! lançou uma sobre 100 Livros Essenciais (Nov/07). Comprei as duas, sendo que esta última eu devorei quase toda nas duas horas de espero no Aeroporto em POA ainda, na semana passada. Ainda bem, porque depois eu fiz o favor de esquecê-la no Hotel em SP (junto com a Veja SP que a Alice tinha me emprestado). Apesar de ser um belo trabalho de catalogação, não fica claro quais foram os critérios adotados para a seleção, nem tampouco, quem fez essa seleção. Além de algumas surpresas (J. M. Coetzee tava lá, mas não com o melhor livro dele, na minha opinião; descobri Ian McEwan, um irlandês que, segundo a Ana, é um dos mais respeitados escritores britânicos da atualidade e que entrou na minha Wishlist de Natal com Reparação) e aspectos sobre a vida dos autores (que eu adoro), não achei Michel Houellebecq por lá. Fiquei puta! A Ana acha que apesar de bom, ele pode não ser essencial. Eu li quase tudo dele, um livro supera o outro, são, praticamente tratados literários sobre a humanidade no fim do século XX em diante (bem adiante no caso da ficção científica Possibilidade de uma Ilha - 2006). Ele cria imagens belas e inequívocas sobre os sentimentos e escreve poesia lá pelas tantas. A que explica o título deste livro me deixou muda. Nesse último livro, o cara teve que escrever ficção científica para chegar onde ele precisava. Formalmente, o texto é incrível, fazendo com que narrativas paralelas, em dado momento, se confundam. Ele é o cara e tem papel fundamental sobre o meu imaginário sobre Paris. Pois é, ele hoje estará em POA, no Fronteiras do Pensamento, e eu não vou estar lá. Tudo bem que escritores servem mais para ler do que para ouvir falar. Ao contrário de sua narrativa, corrosiva, soco no estômago como eu costumo falar, o Juremir diz que ele é muito doce e quieto. Acho isso tão bizarro. Eu não consigo imaginar como isso seja possível. Por tudo isso eu adoraria vê-lo. Como tiete mesmo, para babar. Paulinha e MC, por favor, façam a cobertura desta que era a palestra que eu mais queria ver. S*

3 comentários:

Adriana Amaral (Lady A.) disse...

tb gosto muito dele :)

Tekhnè disse...

Tô louca para saber da Paulinha como é que foi ontem. Bjs,S*

Tekhnè disse...
Este comentário foi removido pelo autor.